Leituras Espirituais » Para refletir » A chaminé e a lição de paciência

A chaminé e a lição de paciência

mountains, chimney, nature

Em uma pequena casa no campo, vivia a família de Pedro. Ele, sua esposa Maria e seu filho João levavam uma vida simples, mas cheia de amor. Todas as noites, após o jantar, a família se reunia ao redor da lareira, que ficava bem ao lado da chaminé, para contar histórias e refletir sobre o dia.

Certa noite, quando o inverno já havia chegado, o vento frio soprava forte lá fora. Pedro levantou-se preguiçosamente do sofá e disse: “Vou acender a lareira para esquentar a casa.”

João, sempre curioso, acompanhou seu pai. “Pai, posso ajudar a acender o fogo?”, perguntou com os olhos brilhando de expectativa.

Pedro sorriu e respondeu: “Claro, meu filho. A primeira coisa que precisamos fazer é verificar a chaminé.”

“Por quê?”, perguntou João.

“Para garantir que nada a esteja bloqueando. A chaminé nos ajuda a manter a lareira acesa com segurança,” explicou Pedro.

Após verificar a chaminé e limpar os galhos e folhas que o vento havia trazido, Pedro começou a colocar a lenha na lareira. João assistia atentamente, tentando memorizar cada passo.

Quando Pedro finalmente riscou o fósforo e o fogo começou a crepitar, João não conseguia esconder sua empolgação. Mas o fogo estava apenas começando e, enquanto isso, a fumaça começou a sair pela chaminé.

“Mãe, o fogo está demorando para pegar”, disse João, impaciente.

Maria, que ouvia a conversa enquanto preparava chocolate quente, aconselhou: “João, às vezes as coisas levam tempo. Assim como nossa chaminé precisa de tempo para aquecer a casa, precisamos ter paciência.”

“Mas por que não podemos ter tudo agora?”, resmungou João.

Então, Pedro contou uma história: “Havia uma vez um passarinho que construiu seu ninho na chaminé de uma casa. Ele levou dias para fazer o melhor ninho possível. Com paciência e persistência, ele terminou o ninho e encontrou o lugar perfeito para sua família crescer. A natureza sabe o valor da paciência.”

João pensou por um momento e disse: “Então, precisamos esperar a lareira esquentar a casa como o passarinho esperou para fazer seu ninho na chaminé?”

“Exatamente, meu filho”, respondeu Pedro. “A paciência é uma virtude que nos ensina a valorizar cada momento e esforço com calma.”

Enquanto o tempo passava, o calor da lareira começou a se espalhar pela sala, criando um ambiente acolhedor. A fumaça subia pela chaminé, levando consigo o frio e a impaciência de João.

Maria trouxe o chocolate quente e, com uma voz suave, disse: “A paciência nos recompensa. Veja como o calor agora está tornando nossa noite mais agradável e acolhedora.”

João pegou sua caneca de chocolate e, com um sorriso, disse: “Eu entendi agora, mãe. Assim como a chaminé precisa de tempo para funcionar, eu também preciso aprender a esperar.”

A família continuou conversando e se deleitando com as histórias ao redor da lareira, enquanto a chaminé trabalhava incansavelmente, cumprindo seu papel.

Pedro concluiu: “A chaminé é um bom exemplo de paciência. Ela nos lembra que, com paciência e perseverança, alcançamos o que precisamos.”

João abraçou seus pais e, olhando para a chaminé, disse: “A partir de agora, vou tentar ser mais paciente, como a chaminé e o passarinho.”

Comente sobre o texto